Mazars associou-se à revista The Economist

A Mazars associou-se à revista The Economist para examinar o estado da sustentabilidade em contexto organizacional. A avaliação realizada aponta de que modo pode a sustentabilidade ser medida e incentivada via regulação, as diferenças entre países na adoção de práticas sustentáveis e as principais tendências tecnológicas que podem ser integradas nos processos das organizações neste contexto.

A Mazars e o “Intelligence Unit” da revista The Economist associaram-se para examinar o fator da sustentabilidade em contexto corporativo, a sua relação com o clima regulatório atual, o peso da geografia e as tendências tecnológicas que se encontram a influenciar a procura por processos mais sustentáveis nas organizações. Face à ausência de um acordo global sobre responsabilidade social ou sustentabilidade, grande parte do impulso por trás da incorporação da sustentabilidade nas operações de negócios vem da globalização das cadeias de logística e das crescentes pressões de investidores, acionistas, organizações não-governamentais e público em geral.

In Portugal Global (18 de março)

Saiba mais aqui .